Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

Notícias

Mais de 22 mil escolas recebem orientações contra obesidade

  • 6 de março de 2012
  • crn1

Estudantes de 1.938 municípios brasileiros vão ser avaliados e orientados por profissionais de saúde e da educação em relação à obesidade. São cerca de 5 milhões de alunos em mais de 22 mil escolas públicas.
Trata-se da primeira edição da Semana de Mobilização Saúde na Escola, que começou nesta segunda (5) e vai até a sexta-feira (9), com atividades para crianças e adolescentes entre 5 e 19 anos.
O Ministério da Saúde e o da Educação estão mobilizados nesta iniciativa, que terá profissionais da Estratégia Saúde da Família para avaliar nutricionalmente os estudantes dos municípios que aderiram à iniciativa de mobilização.
Integram a programação palestras com a participação da comunidade escolar (alunos, profissionais e funcionários) e visitas das famílias dos estudantes a Unidades Básicas de Saúde próximas das escolas.
A participação dos municípios na Semana de Mobilização Saúde na Escola, que acontecerá todos os anos, está regulamentada na portaria 357/2012, publicada no Diário Oficial da União.
Os municípios que aderiram à Semana de Mobilização Saúde na Escola vão receber um incentivo extra de R$ 558,00 por equipe de saúde da família envolvidas na ação, desde que comprovem a realização das ações. A adesão à semana, por parte dos municípios, é voluntária e é uma das ações previstas no Programa Saúde na Escola (PSE), desenvolvido pelos Ministérios da Saúde e Educação desde 2007.
Os 2.495 municípios que aderiram ao PSE têm disponíveis um repasse de R$ 118,9 milhões, autorizado pelo Ministério da Saúde em dezembro de 2011. As administrações se comprometeram a implementar metas e ações de promoção, prevenção, educação e avaliação das condições de saúde das crianças e adolescentes nas escolas.
Parte do valor acertado para implementação das ações, 70% do montante, já foi repassado para os municípios. Os 30% restantes serão pagos após prestação de contas das ações em desenvolvimento.
Fonte: Secom/PR