Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

Notícias

MDA lança projeto “Brasil Orgânico e Sustentável”

  • 20 de novembro de 2012
  • crn1

Será lançada nesta quarta-feira (21) a campanha Brasil Orgânico e Sustentável, apoiada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), com o objetivo de ampliar a produção e o consumo consciente de produtos orgânicos e sustentáveis, principalmente aqueles com os selos de produtos orgânicos, da agricultura familiar, do comércio justo e solidário e com indicação geográfica. O lançamento ocorre no Rio de Janeiro, na Marina da Glória, dia de abertura da Feira Nacional da Agricultura Familiar e Reforma Agrária – Brasil Rural e Contemporâneo.
A campanha pretende levar esses produtos para as cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 e integra o Projeto Brasil Orgânico e Sustentável, coordenado pelo MDA. A ideia principal é fazer com que alimentos, bebidas, cosméticos e artesanato sejam vendidos em hotéis, pousadas, bares, restaurantes, supermercados e outros espaços comerciais localizados nas cidades brasileiras onde acontecerão os jogos.
Em setembro de 2012, a campanha ganhou sua entidade gestora: a Associação Brasil Orgânico e Sustentável (Abrasos), formada por agricultores familiares, setor empresarial e sociedade civil. “Empresas do setor, cooperativas e instituições de apoio e fomento relacionadas ao setor se articularam e vão participar dessa coordenação por meio da Abrasos, que reúne agricultura familiar e produção sustentável e orgânica”, explica o diretor do Departamento de Geração de Renda da Secretaria da Agricultura Familiar (SAF/MDA), Arnoldo de Campos.
O diretor afirma que, a partir do lançamento, a campanha terá mais agentes dividindo responsabilidades e que o MDA continuará liderando a discussão no governo federal, além de promover o diálogo com o setor privado e organizações não governamentais.
Arnoldo destaca que a campanha vai integrar a estratégia de comunicação do governo federal para a Copa de 2014 e, por isso, ganhará reforço e participação mais ativa do Ministério dos Esportes (que coordena as atividades oficiais da Copa do Mundo) e da Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom).
 
Fonte: Ascom/MDA