Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

Notícias

Polícia apreende 300 kg de alimentos impróprios ao consumo

  • 1 de agosto de 2012
  • crn1

Durante ação de fiscalização, ocorrida em um restaurante e lanchonete da Asa Sul, uma pessoa foi presa por crime contra as relações de consumo e foram apreendidos 300 kg de alimentos e bebidas. Esse é o resultado do trabalho de policiais lotados na Divisão de Defesa do Consumidor (DICON/CORF). Agentes de vigilância sanitária também participaram da ação.
A fiscalização foi realizada nessa segunda-feira (30), na CLS 408, após o registro de ocorrência noticiando que foram encontradas larvas no interior de um enroladinho de salsicha, vendido naquela lanchonete. Na ação, verificou-se que o estabelecimento funcionava em precárias condições de higiene.
No local, foram encontrados um forte odor de esgoto na área de manipulação, ausência de sistema automático de esgotamento dos resíduos, teto sujo, iluminação fraca, banheiro com porta aberta, vestuários de funcionários sujos, equipamentos danificados e sujos, presença de crosta de gordura na coifa e acúmulo de resto de comida nos equipamentos.
Além disso, os alimentos estavam sem data de validade ou com data expirada. Salsichas, bacon, refrigerantes, sucos, chás e manteigas, já vencidos, estavam armazenados com outros alimentos válidos dentro do freezer. Produtos perecíveis também foram encontrados mantidos em temperatura ambiente, quando deveriam estar sob refrigeração.
Em virtude da situação apresentada, confirmando a falta de boas práticas de fabricação e contrariando a legislação sanitária, o estabelecimento foi interditado pela Vigilância Sanitária. A responsável pelo restaurante, uma mulher, de 58 anos, foi presa em flagrante pela prática de crime contra as relações de consumo.
Após os procedimentos legais, a acusada foi liberada depois do pagamento da fiança arbitrada.
Fonte: Correio Braziliense